MEXT – Parte I

Falei no post passado que iria me inscrever para as bolsas do Monbukagakusho/MEXT. Nem eu acreditava que isso ia acontecer, depois de tanto pensar de ir e desistir.

Meu projeto ficou “Automated Interpretation of Geophysical and Geological Data for Mineral Exploration”. Deu muito trabalho, e o considero bem legal – apesar de ainda ter margem para melhoras. O processo de juntar toda a documentação até agora foi bem tortuoso, e deixo registrado que eu tive que vir pessoalmente a Recife para entregá-la porque a greve dos caminhoneiros aumentou o prazo de todas as transportadoras do país (Brasil, Latam Cargo, Gollog, etc).

Provas? Vamos lá agora.

Publicado por

Daniel Araújo

Redator-chefe do próprio blog. Escreve bem sobre absolutamente nada, tem opinião sobre absolutamente tudo. Ninguém se importa mesmo assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *